#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
#ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
Olhei para mim mesma e imaginei como seria viver num mundo onde todas as mulheres amam a si mesmas. Especialmente para nós, mulheres, é muito raro vivenciar o amor próprio na nossa própria pele. Nos ensinam que nossos corpos devem ser belos objetos, feitos para agradar ao olhar do outro. Aprendemos que, como objetos feitos para serem belos, nossos corpos devem ser modificados e reparados em busca de um ideal de beleza que na verdade não existe. Os ideais de beleza foram criados para as mulheres exatamente para nos manter em constante insegurança em relação a nós mesmas. É como uma prisão conceitual.

Pensei em #ILoveMyself porque eu queria amar a mim mesma. E amar a mim mesma envolve um processo longo de querer e investigar as motivações, a história das mulheres e todos os seus influenciadores para chegar onde chegamos. O próximo passo foi espalhar a mensagem. Eu quero proporcionar às mulheres que me procuram para serem fotografadas uma experiência de amor próprio envolvendo a fotografia. Pensei nos ensaios fotográficos como vivências, rituais de potencialização da auto-estima de cada cliente. Durante um ensaios #ILoveMyself o tempo pára, ele passa mais devagar. Penso que quem olha com sensibilidade consegue captar a energia das imagens. A minha ideia é congelar e guardar num potinho aquele dia em que a mulher se sente simplesmente maravilhosa, única, necessária, poderosa. O ensaio facilita a superação da ideia de que alguns pedaços do seu corpo não são bons o suficiente para alguém. A ideia é que todas nós consigamos introjetar o sentimento de que a beleza está na nossa singularidade, na nossa própria personalidade e atitude. Se amar não é a respeito de ser perfeita, mas de ser quem queremos ser e tomar as decisões que queremos tomar, inclusive a respeito das escolhas do próprio ensaio, que ficam muito de acordo com as vontades de cada cliente.

Já retratei dentistas, donas de casa, juízas, bancárias, advogadas, dançarinas, jornalistas, arquitetas, artistas, professoras e todo o tipo de mulheres de verdade.
O final de cada sessão resulta em mais uma mulher com a auto-estima nas alturas e uma lembrança paupável deste processo, que são as fotografias.

Aqui no site, publico apenas 30% do meu trabalho. Apenas as fotografias que são autorizadas pelas clientes vão para o ar. A maioria quer mais é fotografar para elas mesmas.
Ficou com vontade de viver um ritual de amor próprio? Me escreve através do formulário de contato!!!

Palavras-chave: #ILoveMyself, #EuMeAmo, ensaio fotográfico, ensaio sensual, ensaio feminino, book fotográfico, fotógrafa, fotografia, auto-estima, sessão fotográfica, autoestima, amor próprio.
_DSC3150-Editar
_DSC3165-Editar